Arquivos de sites

Nova Era e Transformação

Por onde começa a transformação pessoal? Pelo objetivo. A grandiosidade do objetivo determina a força que será adicionada à intenção de buscar ser o melhor de si mesmo, acima de todas e quaisquer limitações.

A fé é um importante fator impulsionador, pela catarse que provoca nas pessoas, especialmente quando em multidões. Mas não é o único vetor que pode levar à transformação individual: um casamento ou a chegada dos filhos são razões fortes que mudam o comportamento da maior parte das pessoas. Para alguns, atingir o primeiro milhão de dólares é um motivo de transformação tão bom quanto outro qualquer.

No entanto, quando nos referimos a essa tal transformação, o que normalmente nos vem à mente é a transformação espiritual, embora a grande parte dos indivíduos não saiba bem do que se trata. Ouço esta estória ou versões dela há mais de 30 anos, numa espécie de magia da Nova Era (que deve chegar de fato em cerca de 150 anos, segundo dados astronômicos do Observatório de Paris). E nada mudou além da diversidade de nomes que são dados às mesmas técnicas que existem a milênios.

Lee Lehman diz que o que caracteriza uma Nova Era é um revivalismo de crenças que existiam em tempos anteriores, uma espécie de romantismo. Relaciona várias épocas em séculos anteriores em que houve uma “Nova Era”. Se este conceito for levado mais à fundo, percebe-se que a existência de uma “Nova Era” assinala uma insatisfação com o momento atual da existência do ser humano ou até, uma espécie de vazio interior. Bem, até onde sabemos, este “vazio” é inerente da própria natureza humana, qualquer que seja a civilização que pertença e, graças a ela é que surgem os focos de progresso, notadamente no campo do pensamento (Filosofia e Metafísica).

Assim, a Gnose (destituída aqui de qualquer sentido religioso) é ainda o melhor caminho para esta transformação pessoal e Jung construiu um arcabouço respeitável para que cada um pudesse chegar ao seu destino. Suas palavras são difíceis, seu pensamento é complexo, diferentemente das falas e parábolas dos líderes religiosos dos diversos tempos. Porém, voltaram-se para públicos diversos. A religião parece ter mais eco entre as classes economicamente menos favorecidas, em que o inconformismo e o vazio (até a fome) são motivos mais que suficientes para cuidar da transformação pessoal para uma próxima vida, uma vez que esta parece estar condenada.

Entre as classes mais favorecidas, nota-se que é o intelecto que precisa estar primeiramente satisfeito antes de iniciar a transformação de fato. Certos “porques” tem de ser tornados óbvios, lógicos e lúcidos, não basta uma fala bonita.

Será mesmo? Até esta premissa é questionável à luz das redes sociais. Apesar do enorme número de indivíduos que fazem parte destas redes sociais, aglutinando-se em grupos de amigos ou ideias, permanece a sensação de vazio através das frases de auto-ajuda ou pensamentos bonitos, sem a efetiva contraparte em ação transformadora.

Por outro lado, há muitos obreiros (a maior parte deles, pessoas comuns e anônimas), que realizam o seu trabalho em relativo silêncio. Em seus processos de transformação, percebem o quanto estão inseridas nos grupos sociais dos quais fazem parte, como a família e círculo de amizades. Na medida em que se empenham por si, estendem a sua ação transformadora às pessoas que os cercam, como missionários. Suas atitudes são mais importantes que suas palavras e por isso mesmo, acabam causando o impacto desejado junto àqueles com os quais convivem.

É o efeito da vela no quarto escuro: sozinha, tem o poder de iluminar muito em razão da escuridão ao seu redor. Mas, se esta escuridão à sua volta é ainda muito forte e você ainda não conseguiu luz suficiente, não desista… Há vários de nós em busca de uma melhor conexão com que permita a sustentação e o combustível para que estar transformação espiritual ocorra de fato.  Portanto, mantenha a fé em seu objetivo, pois ele vale a pena.

Anúncios

Sobre a força do Amor

O que faria com que você ficasse sem quaisquer referências?

É um atributo? Um bem? Uma pessoa? Ou situação?

O que realmente importante a ponto de você sentir uma verdadeira sensação de vazio? Tão vazio que possa ser preenchido por algo inteiramente novo? É bastante comum as pessoas se sentirem sozinhas e vazias, esperando para serem preenchidas pelo amor de outra pessoa. De fato, o amor é a energia primordial que move todas as coisas, em seus mais diversos níveis energéticos e vibratórios. Podemos começar com o amor de Deus e daí seguirmos baixando as vibrações até chegarmos ao nível do amor que atrai as pessoas entre si. Mas também, as moléculas e as partículas que as compõem.

O amor se encontra presente em todo o Universo. Curiosamente, um dos símbolos mais antigos para o amor é a taça. Quando preenchida, ela derrama abundantemente.

Gostaria de compartilhar o Salmo 111, do Livro V, em sua versão traduzida do hebraico:

  1. Haleluiá! Louvado seja o Eterno! Com a plenitude de meu coração, renderei graças ao Eterno, em meio aos justos que se congregam para louvá-Lo.
  2. Grandes são os feitos do Eterno, admirados pelos que neles se comprazem.
  3. Esplêndida e majestosa é Sua obra, e por todo o sempre perdura Sua justiça.
  4. Registradas como num memorial estão Suas maravilhas; clemente e misericordioso é o Eterno.
  5. Provê o sustento dos que O temem; tem sempre presente a lembrança de Sua aliança.
  6. Revelou a Seu povo o poder de Seus feitos, para lhes conceder a herança das nações.
  7. Verdadeiras e justas são todas as Suas obras e fidedignos são todos os Seus preceitos.
  8. Válidos são para toda a eternidade, plenos de retidão e justiça.
  9. Redenção enviou a Seu povo, e Sua aliança estabeleceu para todo o sempre; sagrado e temível é o Seu Nome.
  10. O temor ao Eterno e a plena compreensão de Seus mandamentos são a base da sabedoria. Seu louvor perdura para sempre.

Este Salmo é utilizado para atrair a pessoa amada, a pessoa certa. Primeiro, esvazie-se de quaisquer pensamentos. Controle a sua respiração, aquiete o seu espírito. Acompanhe os batimentos cardíacos e quando estiver bem relaxado, eleve a sua atenção ou consciência para o Eterno (sem dizer ou pensar uma palavra sequer).

Reze então o Salmo acima, que possui uma ordem própria e está relacionado com as esferas da Árvore da Vida, podendo-se ser projetado como uma tatuagem sobre o corpo. Mas faça isso apenas se souber onde se localizam as esferas, uma vez que isto não é essencial.

Ao terminar de recitar o Salmo, trace uma linha entre o seu coração e o 3º olho, localizado pouco acima das sobrancelhas e projete-o para frente, na direção de uma imagem idealizada do(a) companheiro(a). Uma imagem do Tarot pode ajudar; use o Imperador ou a Imperatriz, conforme o caso. As linhas formarão um triângulo, que deverá ser rosa claro para o homem e azul para a mulher.

Para concluir, recite, pensando no(a) companheiro(a):

Tu és o que sou e eu sou o que tu és.
Flua neste instante. Venha para mim.

Repita a sequência por sete dias, preferencialmente no mesmo horário.

Entre os evangélicos, este Salmo é empregado para atrair prosperidade.

A importância do silêncio

O grande volume de informações faz com que estejamos também submetidos a ruídos de todos os tipos. Há vários artigos e pesquisas atestando que o grau de concentração e a qualidade do raciocínio lógico tem piorado entre as novas gerações.

O fato de lidarem simultaneamente com várias tarefas não implica afirmar que são mais capazes de lidar com problemas complexos: tem se provado justamente o contrário.

Por outro lado, em várias empresas, a meditação vem sendo empregada regularmente como meio de reduzir o stress do cotidiano e melhorar a eficiência dos funcionários ao longo de sua jornada de trabalho. É lógico que o lucro é a principal motivação e não necessariamente o bem estar.

Nuno Cobra, em depoimento sobre Airton Senna, dizia que ele era capaz de se concentrar antes de uma corrida a tal ponto que não ouvia nada mais que o silêncio interior. Ele era um vencedor, com uma enorme capacidade de superar desafios.

Qualquer ato verdadeiramente criativo começa com o silêncio, com o vazio interior. É a taça vazia pronta para receber a inspiração divina e ser preenchida com respostas e soluções inovadoras e diferenciadas. Do contrário, é a poluição sonora e visual a que estamos submetidos todo o tempo.

O místico que ora com fervor, busca este silêncio em seu próprio coração. Fecha-se em torno de si mesmo, desliga-se das amarras do tempo e do espaço para, por uma fração de segundo, obter a centelha da iluminação. Liberta-se assim de qualquer restrição que as coisas do mundo possam lhe proporcionar.

A oração, se conduzida com o coração, é uma meditação que pode levar ao silêncio interior. E como a Natureza não tolera espaços vazio, logo irá preenchê-lo com luz, sabedoria e conhecimento e, especialmente, com criação.

Este é o verdadeiro papel do Homem, da humanidade, ser co-criadora com Deus. Não é preciso ir a um mosteiro no cume de uma montanha para alcançar este estado. Dizia H. S. Lewis, Imperator da AMORC no atual ciclo, que conseguia se isolar mesmo estando no meio de uma multidão e assim encontrar a paz harmonizando com o Sanctum Celestial. Esta é mais uma maneira de se referir a uma espécie de Nirvana criativo.

O silêncio libertador é aquele que o coloca diante das possibilidades aterradoras da luz divina, aquelas que transcendem qualquer restrição imposta pelo mundo da matéria e da substância. E, num mundo voltado para o lucro, aponta o seu ser na direção das verdadeiras prioridades, do que realmente importa, diferenciando aquele ser das pessoas comuns.

Aos olhos dos outros, parecerá um gênio. Como foram Airton Senna e tantos outros, conhecidos ou anônimos.

%d bloggers like this: